Ansiedade e a Liderança

Diariamente os gestores das empresas se deparam com inúmeros desafios.

No exercício da liderança o gestor é solicitado a resolver questões urgentes, metas, prazos, lidar com as mudanças de equipe, treinar, admitir, desenvolver pessoas de vários estilos comportamentais e demitir pessoas. Contudo, ao ocupar a posição de liderança, vários sentimentos e emoções assim como a ansiedade captura qualquer líder.

Um gestor ansioso expões suas fraquezas e medos, o que certamente impacta em toda a sua equipe.

Mesmo sabendo que a ansiedade é um sentimento capaz de colocar em risco a eficiência da liderança, controlá-la é possível.

É muito importante que o líder esteja com foco na solução. Manter foco na solução é um hábito a ser adquirido, pois a ansiedade sempre leva ao  medo e ao negativismo.

Trabalhar o autoconhecimento favorecerá entender suas habilidades, fortalezas e entender o que pode ser desenvolvido. O mergulho no autoconhecimento é o que fará adquirir autoconfiança e assim manter a ansiedade em seus níveis normais.

Um líder também deve equilibrar sua vida profissional com a  sua vida pessoal. Além do trabalho e de todas as responsabilidades é importante ter um hobby, praticar atividades físicas e cuidar da alimentação.

Um líder deve estar a frente de sua equipe dando exemplos de inspiração a toda a sua equipe; portanto cuidar de si é fundamental.

Sei de lideres que sofrem em demasia em momentos de avaliação de desempenho, demissão de um colaborador ou reunião com a cúpula da empresa.

Administrar a ansiedade se faz necessário, eliminá-la é por sua vez, impossível!

Mas se a ansiedade está em níveis elevados a ponto de lhe impossibilitar a tomar decisões, busque apoio especializado.

Conte comigo!

Psicóloga Jucileide Santana
CRP 06/55473

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *